Entenda o caso das malas de Geddel

Na semana passada não se falava em outra coisa a não ser sobre as malas de dinheiro encontradas em um apartamento de Geddel. Foram contabilizados mais de 51 milhões de reais, em notas de reais e dólares, que estavam dentro de 8 malas e 5 caixas. A notícia já se repercutiu bastante, tanto no Brasil como no exterior. Entenda mais sobre o caso em nossa matéria.

Geddel Quadros Vieira Lima é um político filiado ao PMDB, ex-deputado federal eleito cinco vezes seguidas pelo PMDB da Bahia, foi ministro da Integração Nacional do governo Lula, vice-presidente de pessoa jurídica da Caixa Econômica Federal no governo Dilma e ministro de Governo no Palácio do Planalto no atual governo, mas foi demitido depois de seis meses após denúncias de corrupção. Foi preso em julho de 2017, solto no mesmo mês para cumprimento em prisão domiciliar, e preso novamente na última semana, após a apreensão das malas de dinheiro em um apartamento.

Como o dinheiro foi encontrado?
Após uma denúncia anônima por telefone, a Policia Federal foi autorizada a entrar no apartamento que fica em Salvador na Bahia. O apartamento foi emprestado para Geddel. Segundo ele, iria utilizar o apartamento para guardar pertences de seu pai, que faleceu no ano passado.
Após investigações, a polícia encontrou as digitais de Geddel no apartamento, malas e dinheiro. Impressões digitais é o principal argumento utilizado no Brasil para provar a participação de alguém em alguma irregularidade.

De onde vem o dinheiro do apartamento?
Ainda não se tem certeza sobre a origem dos mais de 51 milhões de reais. Indícios de que devem ser da época em que Geddel assumiu a presidência da Caixa Econômica Federal, ajudando grandes empresas a conseguirem empréstimos facilitados do banco.

O que será feito com o dinheiro?
Como ainda não se sabe sobre a origem do dinheiro, ele, primeiramente, será tratado da mesma forma que objetos e documentos encontrados, para uma maior investigação, assim serão guardados em um banco do governo, Banco do Brasil ou Caixa, e os dólares guardados pelo Banco Central. A decisão final será do juiz responsável pelo caso, que após investigar a origem determinará onde o dinheiro deve ser depositado. O dinheiro só voltará para as mãos de Geddel se ele provar uma origem lícita, como por exemplo a venda de algum bem (casa, carro, etc).

Para saber mais sobre o caso, fique de olho em nosso site e página! Para tirar dúvidas deixe nos comentários ou entre em CONTATO com a gente!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s